Homem que se dizia Pastor é preso em Rondônia acusado de estupro


Homem que se dizia pastor evangélico identificado como Alcindo C.M., de 47 anos, pernoitou na residência de uma irmã de sua Igreja e, durante a madrugada, teria praticado abuso sexual contra o filho da irmã, um menino de apenas 5 anos.
No último domingo (22/04) o pastor evangélico identificado como Alcindo C.M., de 47 anos, pernoitou na residência de uma irmã de sua Igreja e, durante a madrugada, teria praticado abuso sexual contra o filho da irmã, um menino de apenas 5 anos.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente apurou que o pastor veio de Manaus para fazer algumas pregações em Porto Velho. No domingo, após o culto, uma das irmãs da Igreja ofereceu sua casa para o pastor passar à noite. Durante a madrugada o pastor tentou atacar o menino de 12 anos, que acordou e se trancou no banheiro. Então, foi até o quarto da criança de 5 anos, onde consumou o abuso sexual. Ele passou óleo corporal na criança e em seguida introduziu algo duro no ânus da criança.
No dia seguinte, antes que a família percebesse algo, o pastor foi embora. Quando perceberam o que havia acontecido os familiares foram até a Delegacia e registraram a ocorrência policial. A polícia saiu em busca do pastor, mas não o encontou. Os policiais informaram que vários ‘irmãos’ da Igreja estavam acobertando o suposto infrator.
O acusado Alcindo apresentou-se juntamente com um advogado, na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, mas como já havia um mandado de prisão em seu desfavor, ele recebeu voz de prisão e foi preso.
Outras pessoas foram indiciadas por favorecimento pessoal, por terem ajudado o pastor a esconder-se. fonte: impacto rondonia
COMPARTILHAR:

+1

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme