Revista Time divulga lista das 100 personalidades mais influentes” Quatro cristãos estão no meio


A presidente Dilma Rousseff, o empresário Eike Batista e a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, são os três brasileiros presentes na lista deste ano dos “100 mais influentes” publicada pela revista Time.
Sem fazer um ranking de importância, a revista apresenta as 100 personalidades mundiais de diversas áreas de atuação que fizeram a diferença no ano passado e que devem continuar fazendo em 2012. Como todo ano, a lista inclui, além de chefes de Estado, artistas, ativistas, esportistas, pesquisadores e empresários.
A lista publicada hoje traz nomes de pessoas que são celebridades em suas áreas de atuação, embora possam ser pouco conhecidas pelo grande
público. Mesmo não havendo destaque para a questão religiosa, comumente líderes cristãos fazem parte da lista da Time. Em 2011, o pastor Rob Bell estava no ranking. Este ano, quatro cristãos
conhecidos se destacam: o cardeal Timothy Dolan, o jogador de futebol americano Tim Tebow e o jogador de basquete Jeremy Lin. O quarto cristão, embora não seja famoso apenas pela sua fé, é o presidente Obama.
Timothy Dolan, 62, é de Saint Louis, no Missouri. Morou em Roma durante sete anos, onde dirigiu o Colégio Norte-americano. Foi Arcebispo de Milwaukee de 2002 a 2009 e desde 2009 é Arcebispo de Neova York.
Foi eleito presidente dos bispos dos Estados Unidos, e vem sendo chamado de “o papa americano”, pois, segundo especialistas, seria um forte candidato na sucessão de Bento 16. Dolan tem opiniões controversas e suas posições não são inteiramente assimiláveis às da corrente mais conservadora do episcopado norte-americano. Ele, contudo, se diz firme na doutrina, mas “aberto em questões sociais”.
Recentemente defendeu com veemência o papa Bento durante a recente onda de escândalos da pederastia de padres e bispos nos Estados Unidos. Também comprou uma briga pública contra a decisão da Administração Obama de obrigar as Igrejas e as associações religiosas a adotarem um seguro de saúde para os empregados que inclui a distribuição de anticoncepcionais, a pílula do dia seguinte e ajuda nos casos de aborto.
Tim Tebow, 24, atualmente é o quarterback da equipe Jets, de New York. Ano passado jogou com os Broncos, do Colorado, e ficou famoso pelas suas declarações de fé tanto quanto por seus lançamentos.
Ele recebeu o apelido de “quarterback de Deus” quando ainda jogava na liga universitária, pois tinha o hábito de escrever referências a versículos bíblicos sob os olhos.
O jovem atleta é filho de missionários evangélicos e hoje patrocina programas de evangelização. Seu hábito de orar ajoelhado na beira do campo antes e depois dos jogos criou uma mania na Internet chamada de “Tebowing”. Uma enquete recente mostrou que quase 43% das pessoas atribuíam o seu sucesso a uma “intervenção divina”.

Jeremy Lin, 23, mede 1,91m de altura e joga como armador na equipe de basquete New York Knicks. Ele ganhou notoriedade meteórica no meio esportivo norte-americano. O principal motivo é seu desempenho nas quadras, mas sua história de vida e compromisso de fé também chamam atenção.
Seu sucesso inicialmente foi por quebrar o estereotipo de que somente jogadores negros e de origem humilde podem ser ídolos na NBA. O asiático Lin é formado em Economia pela Universidade de Harvard. Também é bisneto de cristãos que fugiram da China por causa da perseguição religiosa.
Ele tem sido assunto constante da rede social chinesa Weibo, similar ao Twitter. Para os jovens chineses fascinados com a cultura americana, ele os representa. Sua fé também tem sido usada por ministérios cristãos para falar aos jovens sobre a diferença da vida com Deus. Muitas vezes tem sido comparado a Tim Tebow pela mídia. Na lista da Time ele é chamado de “a revelação do ano”.
Barack Obama, 50, é o 44° presidente americano. Nascido de mãe americana e pai queniano, ele foi criado em uma família com membros cristãos e outros muçulmanos. Muitos americanos acreditam que embora se declare cristão, o presidente é na verdade muçulmano.
Alguns líderes, como Franklin Graham, filho do evangelista Billy Graham, já questionaram publicamente a fé cristã do presidente. Outros, como o pastor Joel Hunter, da Igreja Northland, de Orlando, Flórida, o defendem. Afirmando ser uma espécie de “conselheiro espiritual” do presidente, Joel afirmou que envia devocionais toda semana para Obama e ora regularmente com o presidente.
Durante a comemoração da Páscoa, Obama fez um sermão defendendo a importância da ressurreição de Cristo e reafirmou sua fé.




COMPARTILHAR:

+1

VÍDEOS....

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme