Polícia continua busca por sequestrador de Brenda


O carroceiro detido pela polícia nesta quarta-feira (27) por ser suspeito de sequestrar a menina Brenda Gabriela já foi liberado. Ele não foi reconhecido pelo estoquista Alex Ramos de Carvalho como sendo o homem que chegou na lanchonete carregando a menina na segunda-feira (25).
Carvalho estava na lanchonete na região da Liberdade, em São Paulo, quando reconheceu Brenda, que vinha
acompanhada do homem. Ele é vizinho e mora na mesma rua em que a família da menina reside, na região do Brás.
Já o suspeito detido era Jair Paulino, 47 anos, e tinha uma aparência semelhante ao homem procurado pelos policiais. O real sequestrador é segundo a polícia, Jorge Antunes Cardozo, 47 anos, que ainda não foi localizado.
Jair Paulino foi identificado após análise de suas impressões digitais. Ele será encaminhado para a Casa Moradia do Parque Miami, em Santo André (SP), onde já vivia anteriormente.
“Recebemos a visita de um dos funcionários da casa, que apresentou o RG provando que ele era, de fato, o Jair. Segundo esse funcionário, ele estava no abrigo até ser internado em um hospital e fugir”, disse o delegado Paulo César de Freitas, do 6º DP (Cambuci) ao site Terra.
Uma carroça foi encontrada ontem pela PM na região da Vila Mariana, a poucos metro de onde a menina foi localizada.
Uma imagem do sequestrador foi feita por meio de câmeras do estabelecimento comercial. Tanto o vizinho Carvalho quanto Brenda reconheceram o retrato como sendo o do sequestrador.
Brenda desapareceu no dia 10 de junho em uma caminhada da igreja Deus é Amor. Desde então, sua mãe, Geisa Maria da Silva, espalhou cartazes com a foto da menina pela rua da Mooca, bairro em que reside.
As buscas por Jorge Antunes Cardozo, 47 anos, prosseguem.
matéria gospel prime
COMPARTILHAR:

+1

VÍDEOS....

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme