Polícia não aponta culpados por morte de mulher que passou mal em igreja


''A família da vítima abriu BO alegando omissão de socorro, mas o delegado responsável pelo caso não indiciou ninguém''
Polícia não aponta culpados por morte de mulher que passou mal em igreja
A polícia de Joinville não apontou culpados pela morte de uma mulher que faleceu durante um culto em uma igreja evangélica em fevereiro de 2011. Mirian Rondam Cardoso
da Silva, de 34 anos sofreu uma parada cardíaca durante o culto e o pastor resolveu orar por ela ao invés de chamar o socorro.
A família da vítima até abriu um boletim de ocorrência contra a igreja alegando omissão de socorro, mas o delegado que assumiu o caso, Leonardo Marcondes Machado, concluiu o inquérito sem indiciados.
Mirian não estava sozinha na igreja, mas acompanhada pela mãe e por uma irmã até que por volta das 21h a jovem caiu no chão após sentir um mal estar. O pastor achou que se tratava de um desmaio e apenas orou, Mirian morreu no local.
Ao que consta, Mirian sofria de problemas no coração e usava marca-passo. O caso não foi encerrado porque a investigação foi entregue para o Ministério Público.
A morte aconteceu no bairro Costa e Silva na zona Norte da cidade catarinense e agora é a equipe da 9ª Promotoria de Justiça que vai responder diretamente para a 1º Vara Criminal dando continuidade a investigação.
matéria do gospel prime Com informações A Notícia
COMPARTILHAR:

+1

VÍDEOS....

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme