Silas Malafaia critica medida do governo que pode proibir aluguel de horário em TVs


Ele lembra que a prática é autorizada nos Estados Unidos onde possui contrato com duas emissoras,
Silas Malafaia critica medida do governo que pode proibir aluguel de horário em TVs
As informações sobre as novas regras de radiodifusão que estão sendo avaliadas pelo Ministério das Comunicações estão gerando grandes polêmicas, principalmente entre os pastores religiosos como o Silas Malafaia que aluga horários em TVs há 30 anos.
Para ele essa medida de proibir a compra de horários é “outro tiro no pé” do governo do PT, pois querendo prejudicar os religiosos estarão se prejudicando, de acordo com a visão de Malafaia.

“A CPI foi um tiro no pé do governo e essa medida será outra. Eles (governo) vão conseguir unir pela primeira vez eu, Valdemiro Santiago, R.R. Soares e Edir Macedo”, disse citando nome de outros religiosos que também alugam horários em emissoras como Gazeta, Rede TV!, Bandeirantes, CNT, Canal 21 e Rede Record.
O apresentador do programa Vitória em Cristo lembra que essa prática é autorizada nos Estados Unidos, onde tem contrato com duas emissoras, a Inspiration e a Day Star. Com elas o pastor gasta cerca de R$200.000 por mês para manter a programação.
O “novo marco regulatório da radiodifusão” é o novo projeto do Ministério das Comunicações que tentará proibir essa prática de venda de horários nas TVs e emissoras de rádio. Não serão apenas programas religiosos atingidos caso essa medida seja aprovada, programas de compras e de produtoras independentes também se enquadram às novas normas.
Para continuar transmitindo esses programas, as emissoras precisarão comprar essas produções e para não perder a receita gerada nessas negociações, o Ministério vai autorizar a prestação de serviços de dados.

matéria do gospel prime

COMPARTILHAR:

+1

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme