Pastor Davidson Gomes pede desligamento de Samuel Câmara da CGADB


Pastor pede desligamento de Samuel Câmara da CGADB
O pastor Davidson Gomes Vieira entrou com um pedido junto a Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil pedindo a expulsão de Samuel Câmara da convenção.
Ele alega que o pastor da Igreja-Mãe teve condutas inapropriadas durante a 5º Assembleia Geral Extraordinária que aconteceu no começo do mês de junho.
O documento que já foi entregue para a CGADB conta que durante a reunião que aconteceu em Alagoas Câmara teria criado tumultos e incitações tendo apoio de outros pastores.
Vieira chama esses atos de “insolente e revoltoso” e afirma que a tentativa dele era de “desestruturar a união dos membros da CGADB”. “Tudo por conta de um espírito inconsciencioso, próprio de um sacripanta, ou seja, de pessoa falsamente beata”, diz trecho do documento protocolado no dia 3 de julho.
Essa conduta do pastor Samuel Câmara, de acordo com o documento, infringi uma norma do Estatuto da CGADB como cita o pastor Davidson, salientando que quem descumprir essas normas pode ser punido e suspenso.
Art. 130. Será aplicada suspensão ao membro que: II – faltar com decoro e devido respeito aos demais membros numa Assembleia Geral ou em reunião dos demais órgãos da Convenção Geral; III – desrespeitar a boa ordem e disciplina nas sessões da Assembleia Geral, ou fizer uso da palavra sem a devida autorização do Presidente.
O reclamante ainda cita fontes que comprovam que Câmara infringiu essas regras e ainda apresenta alguns pastores como testemunhas. Agora a CGADB deve analisar o processo.
matéria do gospel prime
COMPARTILHAR:

+1

Nildo Nascimento / Pr. Gilmar Santos

Nildo Nascimento

Remidos o filme